9 de out de 2012

A História da Costura




A história da costura está, intimamente, ligada com o passado vivenciado pelo ser humano. Segundo dados do site Wikipédia, foram identificadas agulhas primitivas, feitas com ossos e marfim, datadas de mais de trinta mil anos. Na época, o material utilizado como matéria-prima, era o couro. Cinco mil anos depois, segundo especulações de arqueologistas, a espécie humana teria dominado a técnica de produção de tecidos, usando pêlos de animais, como da ovelha. 



Entre cinco mil anos atrás e 400 a. C., encontramos as principais fontes de informação sobre a costura do período. Os dados foram fornecidos por pinturas, vasos e esculturas, que representam, aos pesquisadores, como eram as roupas e qual o papel da costura, em épocas específicas.
Há quase cinqüenta anos, foi descoberta a cidade de Çatal Hüyük, primeira civilização que preocupou-se com a vestimenta, por motivos também estéticos, valorizando a profissão de costureiro. Antes, pensava-se que os sumérios e egípcios fossem os pioneiros nesse contexto. 
O auge da costura, na antiguidade, deu-se na civilização persa, que conseguiu confeccionar peças personalizadas e mais confortáveis. 
A idade média trouxe uma série de diferenciações no campo da costura. Muitas túnicas, feitas de algodão, sobrepostas, faziam com que o nobre se sentisse confortável nos rigores do inferno europeu. A qualidade das roupas cresceu, à medida que desenvolveu-se a habilidade dos artesãos. O renascimento manteve a mesma base, dando maior importância para os ornamentos. As roupas eram costuradas com jóias diversas, trasnformando a costura num empreendimento muito lucrativo. 

Com a revolução industrial (na Inglaterra, baseada na produção de tecidos), houve uma grande padronização da costura, e o trabalho dos costureiros, num primeiro momento, foi desvalorizado. Depois, os burgueses, buscando diferenciação do ”gentio”, começaram a contratar os costureiros, no intuito de que suas roupas fossem mais elegantes. 
Elias Howe - Patenteou a máquina de costura

Atualmente, a indústria da moda incorporou parte da diferenciação, e a profissão de costureira tem caído em desuso. Porém, ainda existem pessoas que, por motivos particulares, não abrem mão de adquirir suas roupas sob medida, produzidas por um costureiro. 

Comentar com Facebook

Outros Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário